A Consultoria Jurídica do TCE (Conjur), por determinação do presidente da Corte, conselheiro Nominando Diniz, deu início às primeiras providências para a instauração do processo criminal a que Vituriano, que também já foi prefeito de Cajazeiras, irá responder.

Assim, a Conjur está notificando ambas as Emissoras para que apresentem a fita de áudio com a entrevista do ex-deputado repercutida, ainda, em portais de notícias. Vituriano viu na aprovação, em grau de recurso, das contas de 2004 do atual prefeito de Cajazeiras Carlos Antonio de Oliveira, seu desafeto político, um ato de subserviência e desonestidade do TCE. E, agora, vai responder, judicialmente, por isso.