Reconduzidos aos cargos que já ocupam, também serão empossados, na ocasião, os conselheiros José Mariz (Presidente da 1ª Câmara Deliberativa), Fábio Nogueira (Corregedor) e Flávio Sátiro (Ouvidor).O atual presidente do TCE, conselheiro Arnóbio Viana, desejou êxito ao sucessor, de quem destacou a competência e as qualidades de homem público. “Antevejo que a sua será uma gestão muito profícua, porque assim recomendam seu talento e sua grandeza”, disse o presidente Arnóbio Viana ao conselheiro Nominando Diniz.

Este último observou que terá a missão facilitada por uma deferência do atual presidente da Corte: “Vossa Excelência será responsável pelos avanços doravante obtidos porque me autorizou a conduzir esse processo de transição com três meses de antecedência. São poucos os homens públicos com tamanho desprendimento”, comentou Nominando. Em seguida, disse que a boa gestão dos sucessivos presidentes do Tribunal eleva, a partir de agora, as suas responsabilidades.

A votação envolveu seis conselheiros titulares, em razão da vaga aberta com a aposentadoria do conselheiro Marcos Ubiratan, ainda não preenchida.